HIPOTIROIDISMO DE DIFÍCIL CONTROLE: RELATO DE CASO

Autores

  • Michelle Leonor Velloso Possal Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora.
  • Cassandra Ribeiro Bastos Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora.
  • Giulia Artencio Nazari Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora.
  • Karen Pereira Rezende Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora.
  • Glauce Ulhôa Tostes Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora.

Resumo

A maioria dos hipotiroideos responde bem a um comprimido diário de levotiroxina na dose de 1,6 – 1,8 ucg/Kg/d. Entretanto, cerca de 10% dos pacientes não se encontram bem controlados, necessitando de doses extremamente altas e não usuais de reposição da levotiroxina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-01-18

Como Citar

Possal, M. L. V., Bastos, C. R., Nazari, G. A., Rezende, K. P., & Tostes, G. U. (2017). HIPOTIROIDISMO DE DIFÍCIL CONTROLE: RELATO DE CASO. Revista De APS, 19(2). Recuperado de https://periodicos.ufjf.br/index.php/aps/article/view/16192

Edição

Seção

Notícias