Conhecimento e autocuidado de indivíduos com diabetes na Atenção Primária à Saúde

  • Anna Karla Oliveira Tito Borba Universidade Federal de Pernambuco http://orcid.org/0000-0002-9385-6806
  • Monique Cristine da Silva
  • Scarlet Bianca Santana dos Santos
  • Mayara Crystina Rodrigues Gomes
Palavras-chave: Diabetes mellitus, Conhecimento, Autocuidado, Atenção Primária à Saúde

Resumo

Este artigo objetivou avaliar o grau de conhecimento e a aderência às atividades de autocuidado de indivíduos com diabetes mellitus tipo 2. Trata-se de estudo exploratório, quantitativo, com 176 indivíduos com diabetes assistidos na atenção primária à saúde e selecionados por amostragem não probabilística. Foi utilizada a versão brasileira dos questionários de Conhecimento sobre o Diabetes (DKN-A) e de Autocuidado em Diabetes (QAD). Na análise dos dados foi utilizada a estatística descritiva por meio das medidas de tendência central e dispersão e na análise bivariada os testes Qui-Quadrado de Pearson ou Exato de Fisher. Observou-se que os entrevistados possuem conhecimento sobre o diabetes, sendo influenciado pela idade e renda. Nas atividades de autocuidado, a maior aderência foi ao uso de medicação e, a menor a monitorização da glicemia. Conclui-se que o conhecimento não foi traduzido na prática do autocuidado, sendo necessário o fortalecimento de programas educativos com metodologias ativas.

Biografia do Autor

Anna Karla Oliveira Tito Borba, Universidade Federal de Pernambuco
Enfermeira. Doutora em Nutrição. Professora Adjunto do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de Pernambuco. Tem experiência na área de Enfermagem, com ênfase em diabetes mellitus, doença renal, envelhecimento, educação em saúde e educação nutricional
Publicado
2020-01-24
Seção
Artigos Originais