Residência em Enfermagem: a experiência de Juiz de Fora do ponto de vista dos residentes

  • Fábio da Costa Carbogim Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Kelli Borges Santos
  • Marcelo da Silva Alves
  • Girlene Alves da Silva
Palavras-chave: Residência de enfermagem, programa de residência em enfermagem, especialização em enfermagem, treinamento em serviço

Resumo

No Brasil, existem diversas especializações para enfermeiros, dentre elas a Residência em Enfermagem. Esta modalidade de especialização visa o treinamento em serviço, tendo por finalidade formar enfermeiros capazes de compreenderem e atuarem de forma articulada no sistema de saúde. O presente artigo consiste no relato de experiência de dois residentes em Enfermagem da Universidade Federal de Juiz de Fora. Este relato tem por objetivo divulgar esta modalidade de ensino, explorar seus pontos relevantes e, ainda, analisar suas repercussões no cenário de saúde local. Esta análise permitiu-nos concluir que os atuais programas de Residência em Enfermagem necessitam de aprimoramentos e maior divulgação. Contudo, consideramos o treinamento em serviço, como é proposto pela Residência, um bom método de qualificação, tornando os enfermeiros capacitados para atuarem, com qualidade, na assistência à saúde.

 

Biografia do Autor

Fábio da Costa Carbogim, Universidade Federal de Juiz de Fora

Enfermeiro, Formado pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), especialista em Enfermagem na Saúde do Adulto na Modalidade de Residência pela UFJF, especialista em Políticas e Pesquisa em Saúde Coletiva pela UFJF e MBA em Gestão de Serviços de Saúde e Controle de Infecção pelo Instituto Nacional de Ensino Superior e Pesquisa (INESP).

Kelli Borges Santos

Enfermeira, Formada pela UFJF, especialista em Enfermagem na Saúde do Adulto na Modalidade de Residência pela UFJF, especialista em Políticas e Pesquisa em Saúde Coletiva pela UFJF, Mestranda em Saúde Coletiva pela UFJF.

Marcelo da Silva Alves

Doutor em Saúde Coletiva pela UFRJ, Professor Adjunto I do Departamento de Enfermagem Aplicada da UFJF.

Girlene Alves da Silva

Doutora em Enfermagem pela EEUSP, Professora Adjunto III do Departamento de Enfermagem Aplicada da Faculdade de Enfermagem da UFJF

Publicado
2010-03-04
Seção
Relato de Experiência