Revista Latino-Americana de Turismologia https://periodicos.ufjf.br/index.php/rlaturismologia <p>RLAT é um <em>journal</em> de turismo informado a partir das ciências sociais. Ao lado de perspectivas tradicionais associadas aos temas de turismo – como os estudos aplicados de management e economia do turismo – RLAT dedica considerável atenção para perspectivas teóricas interpretativas e críticas, que visam problematizar noções <em>taken for granted</em>, abrindo assim espaço para diálogos multi, trans e interdisciplinares com vistas a produzir conhecimentos, não apenas do objeto turístico (algo ainda em construção) mas a partir dele, contribuindo, em última instância para a consolidação deste campo do conhecimento. Template para submissão: <a href="https://drive.google.com/open?id=1BFijCisC0-7OioPJmlm4hVo7NSD0etIN">https://drive.google.com/open?id=1BFijCisC0-7OioPJmlm4hVo7NSD0etIN</a></p> Centro Latino Americano de Turismologia / CELAT (Latin American Center of Tourismology / LACoT) , Universidade Federal de Juiz de Fora (Brasil) pt-BR Revista Latino-Americana de Turismologia 2448-198X <p>Salvo quando expressamente indicado em contrário, todo o conteúdo desta revista (RELAT) está licenciado por Creative Commons, Atribuição Não Comercial / Sem Derivações / 4.0 / Internacional (CC BY-NC-ND 4.0).</p> <p>Portanto, os autores concordam que as obras publicadas nesta revista estão sujeitas aos seguintes termos:</p> <p>1. A Universidade Federal de Juiz de Fora, por meio do seu Centro Latino Americano de Turismologia (CELAT), aqui denominado como o editorial, conserva os direitos patrimoniais (direitos autorais) das obras publicadas.</p> <p>© Centro Latino Americano de Turismologia (CELAT), Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), 2020.</p> <p>2. Pode-se copiar, usar, difundir, transmitir e expor publicamente, desde que: i) seja citada a autoria e a fonte original de sua publicação (revista, editorial e URL da obra); ii) não seja utilizada para fins comerciais; iii) seja mencionada a existência e as especificações desta licença de uso.</p> Capital Social como Base para um Destino Turístico Criativo https://periodicos.ufjf.br/index.php/rlaturismologia/article/view/37273 <p>Nos destinos turísticos existe uma diversidade de atores que contribuem para a integração do capital social e consequentemente nas relações sociais que favorecem o desenvolvimento da atividade ou como motivador da mesma. O objetivo deste artigo é analisar o comportamento do capital social em um destino turístico criativo que configura um modelo conceitual, a partir das categorias de cooperação, confiança e gestão do conhecimento vinculadas às conexões dos atores no espaço. A metodologia é qualitativa, por meio do tipo de pesquisa exploratório-descritiva e documental. Os resultados demonstram o modelo que relaciona os componentes do capital social no destino turístico, onde a gestão do conhecimento nutre as categorias para se posicionar em um destino turístico criativo. Conclui-se que o capital social estudado a partir dos três componentes contribui para demonstrar o valor dos intangíveis, reconhecer a relevância e vínculo dos atores sociais nos destinos turísticos e, por fim, que após sua consolidação mantêm uma gestão criativa.</p> María Estela Torres Jaquez Ana María Larrañaga Núñez Rosa María Lizárraga Durán Copyright (c) 2022 Revista Latino-Americana de Turismologia https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-09-19 2022-09-19 8 1 1 18 10.5281/zenodo.7094245 A Sustentação do Artesanato Através do Apoio Governamental e Comunitário: Implicações para o Turismo Artesanal https://periodicos.ufjf.br/index.php/rlaturismologia/article/view/36936 <p>O setor de artesanato atrai milhões de turistas internacionais para a Índia. O setor de artesanato, juntamente com a agricultura, é central para o desenvolvimento rural da Índia. É um dos maiores contribuintes para a economia informal do país. Além do consumo doméstico, o artesanato é também um importante produto turístico. Este manuscrito posiciona o atual momento do setor artesanal em seu contexto histórico, observa os desafios persistentes e desdobráveis para o setor e propõe estratégias sustentáveis de revitalização. Ao longo da história, a Índia viu diferentes tipos de sistemas governamentais e mudanças nos costumes sociais; o artesanato continuou sendo uma importante área de atenção e sobreviveu até mesmo àquelas mudanças perturbadoras que aconteceram ocasionalmente na consciência da moda da sociedade. Ao interligar economia, sociedade, turismo e cultura, neste artigo os autores também tentam transformar a narrativa sobre o artesanato como algo que dá sentido e propósito à própria idéia da Índia. Também torna o artesanato um produto turístico muito único, oferecendo uma vantagem competitiva distinta para a nação.</p> Ajay Kumar Koli Babu George Copyright (c) 2022 Revista Latino-Americana de Turismologia https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-06-06 2022-06-06 8 1 1 7 10.5281/zenodo.6632463 Pondy Marina Eco Beach: Análise da Satisfação dos Visitantes do Destino Temático Recém-Formado em Pondicherry https://periodicos.ufjf.br/index.php/rlaturismologia/article/view/36616 <p>Este artigo de pesquisa é um estudo de caso do destino turístico Pondy Marina Eco-beach em Pondicherry. Este local é um novo destino de praia pós-COVID e foi construído com a temática da comida. Este artigo examina o nível de satisfação dos turistas e fornece uma visão geral detalhada das instalações e infraestrutura disponíveis para os turistas no destino. Amostragem aleatória e técnicas de amostragem em bola de neve foram utilizadas para a coleta de dados. Os resultados foram analisados com base nos dados dos visitantes coletados por meio de questionários e entrevistas. O estudo conclui que o destino atrai grande número de turistas de e para o mundo e a maioria deles está satisfeita com as facilidades oferecidas no destino. Porém, ainda está atrasado em termos de limpeza, manutenção e infraestrutura de instalações para futuros turistas e em manter o local ecologicamente correto e sustentável por um longo prazo.</p> Ramyasri Copyright (c) 2022 Revista Latino-Americana de Turismologia https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-09-26 2022-09-26 8 1 1 18 10.5281/zenodo.7116385 Vilarejos de Interesse Turístico e Marketing Através de Redes Sociais na Internet: o Caso de Madruga, Cuba https://periodicos.ufjf.br/index.php/rlaturismologia/article/view/39015 <p>As redes sociais se tornaram uma ferramenta de trabalho fundamental no setor do turismo. Sua capacidade de levar informações a milhões de pessoas em questão de segundos os transformou em um meio promocional bem sucedido no qual destinos pouco conhecidos foram capazes de ganhar reconhecimento e crescer dentro do mercado. Em vista disso, o objetivo geral desta pesquisa é desenvolver uma proposta de ações para o uso das redes sociais da Internet na promoção dos valores históricos, culturais e naturais de Madruga, como cidade de interesse turístico, focada principalmente no turismo de saúde e bem-estar, potencializando o uso de suas águas minerais-medicinais. Com base em métodos e ferramentas como entrevistas com gerentes, especialistas, diretores e habitantes, uma análise do meio ambiente, um estudo estatístico relacionado ao uso de redes sociais em Cuba e no mundo, assim como o benchmarking em vilas turísticas de referência: Hallstatt, Alberobello e as Ilhas Flutuantes dos Uros. Os principais resultados foram associados à determinação do potencial de Madruga como cidade de interesse turístico e em relação à sua promoção em redes sociais, o que facilitou a proposta de ações a fim de aproveitar os benefícios das plataformas no renascimento do turismo nesta comunidade.</p> Martha Omara Robert Beatón Vasile Grama María José Pérez González Maximiliano Korstanje Victor Martínez Robert Copyright (c) 2022 Revista Latino-Americana de Turismologia https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-10-24 2022-10-24 8 1 10.5281/zenodo.7246604 Índice de Turismo Sustentável: uma Análise Comparativa de Destinos no Vale da Caxemira https://periodicos.ufjf.br/index.php/rlaturismologia/article/view/36762 <p>Este artigo estudou o status do turismo sustentável em nível de destino. O objetivo principal é analisar comparativamente o desempenho dos destinos com base nas percepções dos atores do turismo: turistas, residentes e prestadores de serviços. As percepções dos entrevistados são convertidas em pesos individuais por operações estatísticas propostas por Chakrabarty (2014) e Bhattarai e Rajan (2021) com acréscimos adicionais. EXCEL e SPSS foram usados para entrada de dados, normalização e outros cálculos. Os pesos calculados são normalizados individualmente para cada destino de variável. Foi seguida uma metodologia de índice composto para calcular os valores dos indicadores e dimensões para cada ponto turístico. A pontuação obtida confirma o desempenho moderado, mas difere entre os destinos pesquisados. O desempenho do Kokernag é comparativamente fraco e é significativamente menor do que o de Yusmarg. Embora Pahalgam tenha confirmado o status moderado, indicadores específicos precisam de mais desenvolvimento. Srinagar e Gulmarg apresentaram pontuações melhores do que outros destinos; entretanto, os indicadores da dimensão ambiental demandam maior gestão e proteção. O desempenho dos destinos difere significativamente e requer retificações conforme as questões e problemas verificados pelos resultados do índice. Como resultado da política, ofereceu uma abordagem dinâmica para atualizar o status do turismo sustentável em destinos no Vale da Caxemira.</p> Gowhar Ahmad Wani V. Nagaraj Copyright (c) 2022 Revista Latino-Americana de Turismologia https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-11-25 2022-11-25 8 1 10.5281/zenodo.7361474 Voz do Inaudito: Motivação e Intenção de Viagem de Gays e Lésbicas Indianas https://periodicos.ufjf.br/index.php/rlaturismologia/article/view/36609 <p>A descriminalização do sexo gay consensual em 2018 (Índia) deu direitos iguais à comunidade LGBT, ao contrário dos casais heterossexuais. A literatura sobre viagens mostra que os viajantes gays são mais homogêneos. Os resultados de um estudo com 86 homens e mulheres gays de origem indiana mostram categorias de motivação que impactam na decisão de viagem: 'compromisso com o destino'; 'auto-introspecção'; 'exploração de um destino com orçamento'; 'evolução com orientação sexual'. 45,4% dos entrevistados acreditam que "Oportunidades de procurar um parceiro/indulgação sexual para o mesmo sexo" e 83,7% dos entrevistados consideram "conforto e boa alimentação" como o principal motivador para selecionar um destino junto com espaço gay amigável, segurança e proteção.</p> Arun Bhatia Sana Maidullah Copyright (c) 2022 Revista Latino-Americana de Turismologia https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-11-23 2022-11-23 8 1 10.5281/zenodo.7314332 Cotidiano e Consumo: Levantamento e Diagnóstico do Lazer e do Tempo Livre Entre Trabalhadores Terceirizados https://periodicos.ufjf.br/index.php/rlaturismologia/article/view/37130 <p>Este estudo teve como objetivo realizar um levantamento de dados da experiência acerca do tempo livre de trabalhadores terceirizados empregados na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte – UERN. A pesquisa foi realizada com base em análise teórica – obtida através de estudos pertinentes à sociologia do lazer – e de trabalho de campo (quantitativo) com 47 trabalhadores. A atual fase capitalista neoliberal e os processos de trabalho de enfrentamento e negociação podem ser problematizados em suas dimensões teóricas de como a vida humana e o autocultivo são convertidos, capturados e apropriados como recurso metabólico para a reprodução do capital. Nesse sentido, o cotidiano e as atividades de consumo do chamado tempo livre ou do lazer da classe trabalhadora, - aqui representados em quadros estatísticos pelos trabalhadores terceirizados na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), - levam à análise crítica da indústria cultural e da ideologia individualista do consumismo. Como resultados, verificou-se que o lazer dominante entre os informantes está relacionado aos bens da indústria cultural, consequência da falta de capital cultural e do contexto material em que vivem. As assimetrias de gênero foram observadas em certas práticas do lazer das informantes, além do trabalho doméstico que restringe o lazer de algumas mulheres. Logo, a cada dia mais demandas por trabalho nas universidades públicas no Brasil diminuem a qualidade de vida e o lazer dos trabalhadores, sobretudo terceirizados. Nosso foco analítico foi na UERN, mas podemos expandir no futuro para mais universidades públicas e privadas no Brasil.</p> Jean Henrique Costa Raoni Borges Barbosa André Riani Costa Perinotto Copyright (c) 2022 Revista Latino-Americana de Turismologia https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-04-11 2022-04-11 8 1 1 8 10.5281/zenodo.6450531