Impactos das contrarreformas nos direitos sociais observando os recortes de classe, gênero, raça/etnia / Impacts of changing in social rights with class, gender, race/ethnic perspectives

  • Simone Lolatto
Palavras-chave: direitos sociais, políticas públicas, classe trabalhadora

Resumo

Este artigo é fruto de reflexões críticas estabelecidas no exercício das atividades profissionais junto aos segmentos populacionais da classe que vive do trabalho. Mesmo que presenciadas mais diretamente no ambiente da municipalidade, sendo este o lócus do trabalho cotidiano, tem-se como objetivo sublinhar o contexto em que se dá a perda de direitos a nível nacional para o imenso contingente de pessoas exploradas, oprimidas e subalternizadas que se expande velozmente. Neste sentido, são feitas aqui algumas reflexões sobre os impactos das contrarreformas - agressivamente retomadas a partir da instalação de um governo ilegítimo, constituído via alianças entre setores da burguesia econômico-financeira e as bancadas conservadoras do Congresso Nacional – voltadas contra toda uma população marcada pelas especificidades de classe, gênero, raça/etnia, que conformam grande parte da totalidade das relações sociais.

Referências

ANTUNES, R. Os sentidos do trabalho. São Paulo: Boitempo, 1999.
ARAÚJO, M. A.; PEREIRA, V. S. Rupturas, neogolpismo e América Latina: uma análise sobre Honduras, Paraguai e Brasil. Revista Katálysis, Florianópolis, v. 21, n. 1, p. 125-136, jan./abr. 2018.
DINIZ, D. As mulheres do zika foram esquecidas – abandonadas pela política pública, mães e crianças sobrevivem como podem a uma das maiores tragédias já vistas no Brasil. Revista Carta Capital, 2017, disponível em . Acesso em: 10 de fevereiro de 2017.
CARLOTO, C. M. O conceito de gênero e sua importância para a análise das relações sociais. Serviço Social em Revista. Londrina, v.3, n. 2, p. 201-213, jan./jun. 2001.
ESPÍNOLA, G. M.; ZIMMERMAN, C. R. As transferências condicionadas de renda na América Latina: lenitivos para a pobreza? Revista Katálysis, Florianópolis, v. 21, n. 1, p. 55-65, jan./abr. 2018.
GUILHERME, R. C.; REIS, C. N. dos. Plano Estratégico de Ação Social do MERCOSUL: a transferência de renda em contexto de ofensiva neoliberal. Revista Katálysis, Florianópolis, v. 21, n. 1, p. 108-124, jan./abr. 2018.
IAMAMOTO, M. V. Renovação e Conservadorismo no Serviço Social: ensaios críticos. São Paulo: Cortez, 1992.
____________. O Serviço Social na cena Contemporânea. Serviço Social: direitos sociais e competências profissionais. Brasília/DF: CFESS/ABEPSS, 2009.
____________. 80 anos do Serviço Social no Brasil: a certeza na frente, a história na mão. Revista Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 128, p. 13-38, jan./abr. 2017.
LIMA, R. L. de. Formação profissional em serviço social e gênero: algumas considerações. Revista Serviço & Sociedade, São Paulo, n. 117, p. 45-68, jan./mar. 2014.
LISBOA, T. K. Gênero, feminismo e Serviço Social – encontros e desencontros ao longo da história da profissão. Revista Katálysis, Florianópolis, v. 13, n. 1, p. 66-75, jan./jun. 2010.
____________. Violência de Gênero, políticas públicas para o seu enfrentamento e o papel do Serviço Social. Revista Temporalis, Brasília, ano 14, n. 27, p. 33-56, jan./jun. 2014.
____________. Democracia de gênero: é possível um pacto entre mulheres? Revista Feminismos, Salvador, v. 4, n. 1, p. 4-13, jan./abr. 2016.
LISBOA, T. K.; LOLATTO, S. Políticas Públicas com transversalidade de gênero – resgatando a interseccionalidade, a intersetorialidade e a interdisciplinaridade no Serviço Social. Anais do Congresso Internacional Interdisciplinar em Sociais e Humanidades. Niterói/RJ: ANINTER-SH/PPGSD-UFF, 2012.
LOLATTO, S. Mulheres na Política: trajetórias das vereadoras titulares em Florianópolis/SC. Tese de Doutorado: Universidade Federal de Santa Catarina, 348p. 2016.
PFEIFER, M. O “social” no interior do projeto neodesenvolvimentista. Revista Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 120, p. 746-766, out./dez. 2014.
NETTO, J. P. A construção do projeto ético-político do Serviço Social. Capacitação em Serviço Social e Política Social. Módulo 1. Brasília: CEAD/ABEPSS/CFESS, 1999 – Conteúdos e Bibliografias ABEPSS itinerante – 3ª edição, disponível em . Acesso em: 22 de junho de 2018.
TEIXEIRA, S. M. F.; PINHO, C. E. S. Liquefação da rede de proteção social no Brasil autoritário. Revista Katálysis, Florianópolis, v. 21, n. 1, p. 14-42, jan/abr. 2018.
ZUCCO, L. P.; DIAS, D. N. De mulher para mulher: o debate de gênero no Serviço Social. Revista Feminismos, Salvador, vol. 3, n. 2 e 3, p. 91-102, mai./dez. 2015.
Publicado
2019-08-07