IPOTESI – REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi <p>Publicação semestral do Programa de Pós-Graduação em Letras – Estudos Literários, da Universidade Federal de Juiz de Fora. <strong>Qualis B2</strong>. O objetivo da revista <em>IPOTESI</em> é divulgar produções científicas de pesquisadores nacionais e estrangeiros (docentes e discentes) na sua área de abrangência específica. São aceitos para publicação artigos, entrevistas, resenhas (de textos publicados nos últimos 3 anos), traduções e escrita criativa. O material enviado é apreciado por um conselho consultivo, que relaciona os textos a serem enviados para os pareceristas. A seleção dos textos para publicação é feita pelo sistema de avaliação cega pelos pares (<em>blind review</em>), o que garante aos pareceristas receberem os textos sem as informações autorais. Cada submissão será enviada para dois avaliadores, no mínimo. Quando necessário, será enviada a um terceiro avaliador para definição.</p> pt-BR pedro.teixeira@ufjf.br (Pedro Bustamante Teixeira) revista.ipotesi@ufjf.edu.br (Revista Ipotesi) Thu, 15 Sep 2022 00:38:01 +0000 OJS 3.2.1.4 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 Gênero e raça: o contexto de produção de autoria feminina de Jane Austen e Maria Firmina dos Reis https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/37955 <p>O presente artigo se propõe a analisar como as adversidades vigentes tanto na vida da escritora Jane Austen, uma das maiores romancistas da literatura inglesa do século XIX, quanto na vida de Maria Firmina dos Reis, autora brasileira precursora na publicação de um romance em solo nacional, se fazem presentes na literatura de ambas. Pretende-se observar como certos obstáculos promoveram mobilizações feministas e antirracistas em suas respectivas produções. Indagações e argumentações fundamentadas por Virginia Woolf a respeito das condições de produção literária de autoria feminina serão empregadas.</p> Ernesto Dias e Souza, Nícea Helena de Almeida Nogueira Copyright (c) 2022 IPOTESI – REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/37955 Thu, 15 Sep 2022 00:00:00 +0000 Orgulho e Preconceito (1813), de Jane Austen: subversão e submissão a partir das personagens Elizabeth e Jane Bennet https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38070 <p>Este trabalho analisa as caracterizações das irmãs Elizabeth e Jane Bennet como representações da subversão e da submissão na Inglaterra oitocentista. No romance <em>Orgulho e Preconceito</em> (1813), de Jane Austen, a investigação se baseou nos aspectos discursivos e comportamentais das personagens irmãs, a partir de leituras de Millett (1970), Muraro (2002), Woolf (2019), dentre outros. Ademais, partiu-se da seguinte hipótese: Elizabeth subverte-se através da fuga do casamento e do apego à leitura, enquanto Jane submete-se pela candura e neutralidade.</p> Francisco Edinaldo de Pontes, Francis Willams Brito da Conceição Copyright (c) 2022 IPOTESI – REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38070 Thu, 15 Sep 2022 00:00:00 +0000 Entre Woolf e Butler: Leitoras, leitores e releituras de Antígona https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/37046 <p>Quando Judith Butler recupera a complicada cena genealógica de <em>Antígona </em>e faz dela o epicentro de suas reflexões sobre a peça, ela vai no caminho oposto da acepção dos laços de parentesco postulados pelo estruturalismo de Lévi-Strauss. Diante de um quadro equívoco e ambíguo, os laços de parentesco na peça de Sófocles, bem como as ações que deles decorrem, tornam-se um dos principais <em>locus </em>de divergência entre leitores da peça. Essas divergências estão em conversa umas com as outras, de Woolf a Butler.</p> Gabriel Leibold Copyright (c) 2022 IPOTESI – REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/37046 Thu, 15 Sep 2022 00:00:00 +0000 Os laços literários e políticos que unem Virginia Woolf e Jane Austen na contestação da sociedade patriarcal https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38146 <p>Este artigo propõe um diálogo entre diferentes obras de Jane Austen e Virginia Woolf para debater a questão da tradição literária feminina e seu posterior apagamento pela crítica, e também o desenvolvimento de uma escrita única por Austen que a aproxima de Woolf. Além disso, questiona a visão tradicional que entende as duas autoras como apolíticas, mostrando que ambas entrelaçam situações cotidianas com posicionamentos sobre o contexto histórico-político em que viviam, em especial sobre a guerra e o papel da mulher na sociedade.</p> Juliana Pimenta Attie, Maria Clara Pivato Biajoli Copyright (c) 2022 IPOTESI – REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38146 Thu, 15 Sep 2022 00:00:00 +0000 Notas sobre a frase “Perfeitamente Natural”: a estética de Jane Austen a partir de Virginia Woolf https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38606 <p>Para os fins deste trabalho, analisaremos de que forma Virginia Woolf pensa suas mães literárias, como preconizado em <em>Um teto todo seu </em>(2014), nesse caso, especificamente Jane Austen. Partindo da crítica feminista de Toril Moi (1991), Cixous (1976) e Gilbert e Gubar (2020), almejamos revisitar não só a escrita protofeminista de Jane Austen, mas, também, como Woolf entende a frase feminina, a partir dela.</p> Lucas Leite Borba, Maria Aparecida de Oliveira Copyright (c) 2022 IPOTESI – REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38606 Thu, 15 Sep 2022 00:00:00 +0000 Jane Austen e Virginia Woolf: Anjo do Lar ou Judith Shakespeare? https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38137 <p>Este artigo tem como objetivo analisar a escrita literária de Jane Austen e Virginia Woolf, sob uma perspectiva filosófico-feminista-psicanalítica visando clarear o questionamento: o que é a escrita feminina? Há verdadeiramente alguma diferença ou característica identificável de quando um texto é escrito por um homem ou por uma mulher? Para nortear esta análise, dialogar-se-á com Cixous, Beauvoir, Herrero, Kehl, dentre outros teóricos da filosofia feminista e da psicanálise.</p> Maria do Carmo Balbino Galeno, Juliana Maia de Queiroz Copyright (c) 2022 IPOTESI – REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38137 Thu, 15 Sep 2022 00:00:00 +0000 A voz do texto poético e a androginia sob a ótica da écriture féminine: um diálogo entre Virginia Woolf e Hélène Cixous https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38061 <p>O presente texto investigará como a questão da androginia em Virginia Woolf e a écriture féminine de Hélène Cixous convergem no que diz respeito à vocalidade e aos sons que penetram o texto poético. O texto recorrerá à noção de <em>chora </em>materna da filósofa Adriana Cavarero para relacionar o prazer vocálico à figura materna, e defenderá que esse traço materno e ancestral permanece no inconsciente adulto através de sons indomados. Assim, o texto poético consegue engendrar um sujeito andrógino e desestabilizar as regras do discurso patriarcal.</p> Mariana Muniz Pivanti Copyright (c) 2022 IPOTESI – REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38061 Thu, 15 Sep 2022 00:00:00 +0000 Uma leitura woolfiana de Pride and Prejudice e Persuasion, de Jane Austen https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38147 <p>Este artigo tem por objetivo mapear a sentença feminina, elaborada por Virginia Woolf em <em>A Room of One’s Own</em> (1929), nos romances <em>Pride and Prejudice</em> (1813) e <em>Persuasion </em>(1818), de Jane Austen. Com base nesse mapeamento, é realizada uma leitura que situa a produção austeniana na tradição literária feminina, considerando-se sua contribuição para uma quebra da sentença masculina, desarticulando sua lógica ao ironicamente promover o riso (BERGSON, 2018) e um olhar crítico às convenções literárias e sociais de seu tempo.</p> Patricia Marouvo Fagundes, Aeolane Coelho Sousa , Keyse Kerolayne Levy , Maria Suelen Lins dos Santos Copyright (c) 2022 IPOTESI – REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38147 Thu, 15 Sep 2022 00:00:00 +0000 Virginia Woolf e Jane Austen: leituras centenárias https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38959 Davi Ferreira de Pinho, Maria Aparecida de Oliveira, Maria Rita Drumond Viana, Nicea Helena de Almeida Nogueira, Patrícia Marouvo Fagundes Copyright (c) 2022 IPOTESI – REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38959 Thu, 15 Sep 2022 00:00:00 +0000 No Côncavo da Mão Morta https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/37162 José D'Assunção Barros Copyright (c) 2022 IPOTESI – REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/37162 Thu, 15 Sep 2022 00:00:00 +0000 Poema da infância https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38143 Isabella Morelli Esteves Copyright (c) 2022 IPOTESI – REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38143 Thu, 15 Sep 2022 00:00:00 +0000 O mais profundo é a pele https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38119 Luigi de Carvalho Caruso Copyright (c) 2022 IPOTESI – REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38119 Thu, 15 Sep 2022 00:00:00 +0000 Sonho? https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38138 <p>O conto narra a trajetória de um casal, pontuando ao longo de sua trajetória, seus momentos de lutas na comunidade em que vivem.</p> Pedro de Freitas Damasceno da Rocha Copyright (c) 2022 IPOTESI – REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38138 Thu, 15 Sep 2022 00:00:00 +0000 EnvelheSer https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/37027 Saulo Barreto Cunha dos Santos, Santeza de Maria Nunes Moita, Naiara Teixeira Fernandes, Jocélio Tavares da Silva Copyright (c) 2022 IPOTESI – REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/37027 Thu, 15 Sep 2022 00:00:00 +0000 Uns poemas em prosa: Aquarela, Pássaro-Poeta e Nostalgia https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/37320 <p>Poemas autorais em prosa.</p> Tania Angelita Iora Guesser Copyright (c) 2022 IPOTESI – REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/37320 Thu, 15 Sep 2022 00:00:00 +0000 Entrevista com Marina Colasanti https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/37877 <p>Autora seminal da minificção brasileira, Marina Colasanti construiu sua carreira literária atuando muito proximamente ao ofício de jornalista, que desempenhou por anos. Nesta entrevista, ela reflete sobre as relações entre a prática jornalística e o aspecto particular da brevidade na literatura, e também sobre as possíveis relações entre a crônica e a minificção, que ajudou a popularizar no Brasil.</p> Wendell Guiducci Copyright (c) 2022 IPOTESI – REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/37877 Thu, 15 Sep 2022 00:00:00 +0000 Virginia Woolf leitora de Joyce: o testemunho de suas cartas em tradução para o português do Brasil https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38868 <p>Embora a complicada reação de Virginia Woolf ao <em>Ulysses </em>de James Joyce gere interesse não apenas em estudiosos de suas respectivas obras e dos modernismos de forma mais ampla, falta a quem lê o português brasileiro acesso mais completo ao que Woolf escreve sobre sua leitura do romance de Joyce. Traz-se aqui a primeira tradução de trechos de todas as cartas já encontradas em que Woolf trata de <em>Ulysses</em>, utilizando-se como texto-base a edição de suas cartas completas e o fac-símile da carta datilografada a Harriet Weaver.</p> Maria Rita Drumond Viana Copyright (c) 2022 IPOTESI – REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38868 Thu, 15 Sep 2022 00:00:00 +0000 A assinatura vocal de Flávio Venturini https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38169 <p>Este artigo tem por objetivo analisar a dicção do músico mineiro Flávio Venturini em um conjunto de composições selecionadas, considerando, fundamentalmente, sua assinatura vocal, fenômeno decorrente do modo singular como em suas canções articulam-se a performance corporal, a temática das letras e a estrutura musical. Em que medida as formas de expressão da voz potencializam os sentidos da letra de uma canção? Quais são as técnicas empregadas por Venturini para a produção de sua assinatura vocal?</p> <p> </p> Alex Sandro Martoni, Carla Andréa Guimarães Pinto, Edmon Neto de Oliveira Copyright (c) 2022 IPOTESI – REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38169 Thu, 15 Sep 2022 00:00:00 +0000 Cartas e memórias em obras de Zélia Gattai https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38079 <p>Zélia Gattai, destacada autora brasileira, teve sua vida entrelaçada por cartas. Nascida em São Paulo em 1916, mudou-se de estado, mudou-se de país, permanecendo por anos no exterior e, ao voltar, jamais retornou a seu local de nascimento, onde ainda residia a maioria de seus familiares. Foram justamente as cartas que “encurtaram” tamanha distância. O presente trabalho tem por objetivo analisar as cartas citadas pela autora em suas obras memorialísticas, com a finalidade de promover um diálogo entre correspondências recebidas e a biografia de Zélia.</p> Erica Fernandes Costa Duarte, Nícea Helena de Almeida Nogueira Copyright (c) 2022 IPOTESI – REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38079 Thu, 15 Sep 2022 00:00:00 +0000 Considering the fat black woman’s carnivalesque strategies: new paths https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/36809 <p>This article aims at analyzing the Caribbean author Grace Nichols’s poem “Winter Thoughts” from the book <em>The Fat Black Woman’s Poems</em> (1984). Departing from the idea that, inside the book, the fat black woman lives in a carnival world (BAKHTIN, 1984), this article discusses the carnivalesque strategies this woman uses to resist and question the violence and exclusion of our world. Relating her own body with the erotic, nature and knowledge, the fat black woman is able to create new and better concepts about herself and our world.</p> Letícia Romariz Copyright (c) 2022 IPOTESI – REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/36809 Thu, 15 Sep 2022 00:00:00 +0000 Deus ex machina: da modernidade bélica ao homem-máquina https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38117 <p>A imaginação técnica nas vanguardas ampara concepções distintas, mas é com o fim da modernidade que ela chega ao seu grau mais radical. Este trabalho delineia um percurso entre dois movimentos do início do século passado, o futurismo e o cubofuturismo, até o momento da interiorização da máquina pela virtualização da economia no neoliberalismo dos anos setenta.</p> Luigi de Carvalho Caruso, André Monteiro Guimarães Dias Pires Copyright (c) 2022 IPOTESI – REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38117 Thu, 15 Sep 2022 00:00:00 +0000 Relações textuais nos gêneros Chick e Chica-Lit: vozes femininas na literatura em língua inglesa contemporânea e suas inspirações https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38098 <p>Este artigo tem por objetivo analisar como os gêneros <em>Chick-Lit</em> e <em>Chica-Lit</em> são diferenciáveis e relacionam-se intertextualmente, com o apoio das teorias conceituais de Michael Riffaterre (1981), Gérard Génette (1982) e Graham Allen (2000). Para atingir tal objetivo, breves análises literárias serão feitas sobre os romances <em>O Diário de Bridget Jones </em>(FIELDING, 1996) e <em>The Dirty Girls Social Club</em> (VALDES, 2003), considerados pioneiros dos seus subgêneros.</p> <p> </p> Luiz Guilherme Amorim de Castro, Ana Beatriz Rodrigues Gonçalves Copyright (c) 2022 IPOTESI – REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38098 Thu, 15 Sep 2022 00:00:00 +0000 A descrição como recurso narrativo em Meridiano de sangue, de Cormac McCarthy https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/36836 <p>A presente pesquisa analisa a obra <em>Meridiano de sangue</em> ou <em>O rubor crepuscular no Oeste</em>, do escritor estadunidense Cormac McCarthy. O objetivo geral deste artigo é analisar como o autor utiliza a descrição como recurso narrativo. Para tanto, as discussões teóricas acerca da descrição na literatura e sobre a função do narrador no romance de McCarthy, fazem-se necessárias para o melhor entendimento da subjetividade narratológica na caracterização dos espaços e das personagens durante a narrativa.</p> Mikael de Souza Frota, Lajosy Silva Copyright (c) 2022 IPOTESI – REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/36836 Thu, 15 Sep 2022 00:00:00 +0000 O desafio da edição anotada: as crônicas de Corina Coaraci publicadas na Illustração do Brazil https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38961 <p>Corina Coaraci (Estados Unidos, 18/4/1859 – 23/3/1892) jornalista, filha da americana Mary Frances Lawe e do jornalista brasileiro Carlos Francisco Alberto de Vivaldi. Colaborou em periódicos, como: <em>Illustração Brazil,</em><em> South American Mail, Illustração Popular, Folha Nova, Gazetinha, The New York Herald</em>,<em> Cidade do Rio</em>,<em> Correio do Povo</em>,<em> O Paiz</em><strong>.</strong> Elegemos como <em>corpus</em> para as reflexões que constituem este artigo, os textos da revista <em>Illustração do Brazil</em> publicadas no período de 1877 a 1880, com o objetivo de divulgar a produção da escritora.</p> Eliane Vasconcellos, Moema Mendes Copyright (c) 2022 IPOTESI – REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/38961 Thu, 15 Sep 2022 00:00:00 +0000 A identidade cultural do sujeito diaspórico em Um defeito de cor https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/37357 <p>Os sujeitos diaspóricos passam por uma reconfiguração identitária resultante das trocas culturais. Tomando por base teorias sobre a identidade e, em particular, o conceito de identidade cultural, este estudo propõe a análise do romance <em>Um defeito de cor</em>, de Ana Maria Gonçalves, cuja protagonista é uma ex-escrava, que foi capturada ainda criança no Daomé e enviada ao Brasil. Esse romance pode ser considerado como uma neonarrativa de escravidão, conforme a definição de Ashraf Rushdy (1999), ou seja, uma narrativa contemporânea que adota algumas estratégias dos primeiros relatos de ex-escravos, mas traz à baila questões que repercutem no mundo hodierno.</p> Gabriella Gargalhão Antunes, Shirley de Souza Gomes Carreira Copyright (c) 2022 IPOTESI – REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi/article/view/37357 Thu, 15 Sep 2022 00:00:00 +0000