Promessa e realidade

orçamento e despesa efetiva com saúde e educação no período populista

  • Julio Manuel Pires
Palavras-chave: Política social, Populismo, Orçamento público

Resumo

O artigo propõe-se a discutir a importância do gasto público federal com educação e
saúde durante o período populista (1930-64). Com este intuito, examina-se a evolução
da participação relativa dos dispêndios alocados aos Ministérios da Educação e Saúde,
desde a elaboração inicial do orçamento, suas alterações com os créditos adicionais e o
gasto efetivo. Pretende-se, também, relacionar estes gastos com o contexto político e
ideológico do período.

Publicado
2019-06-04
Seção
Artigos