Sindicalismo e particularidade – excurso sobre a natureza e função do fenômeno sindical

  • Alexandre Aranha Arbia
Palavras-chave: Sindicalismo, Ontologia, Universalidade/particularidade/singularidade,, Marxismo e sindicatos, Materialismo histórico-dialético

Resumo

Há uma essência do fenômeno sindical, perscrutável através do desenvolvimento das formas? Para compreender esta questão, fomos aos clássicos do pensamento marxista buscar análises sobre o sindicalismo de seu tempo. Das elaborações de Marx e Engels, Lênin, Trotsky, Luxemburgo e Gramsci, depreende-se a natureza dialética dos sindicatos: se suas lutas os colocam como verdadeiras “escolas de guerra”, ao mesmo tempo, podem servir como mecanismo de mistificação e controle das massas. Em Lukács, fomos buscar as categorias para compreender o sindicalismo enquanto um complexo de complexos de nível particular. Enquanto mediação entre a singularidade da vida cotidiana e a universalidade da vida genérica, o sindicalismo encontra sua efetividade quando conecta os trabalhadores aos seus objetivos de classe.

Publicado
2019-05-27
Seção
Dossiê: Classes sociais, sindicalismo e trabalho