A Construção da União Europeia

condicionantes e guinadas de um projeto político-econômico

  • Luiz Felipe Brandão Osório
Palavras-chave: União Europeia, Integração regiona, Crise monetária, Correção de rumos, Neoliberalismo

Resumo

A iniciativa de integração regional por meio da União Europeia é resultado do arranjo histórico-político e geopolítico do pós-1945 e mantém-se, apesar das alterações recentes e significativas, até o século XXI, expandindo o número de membros e alargando sua arquitetura institucional. Construída pela interação de fatores internos (pacificação e recuperação econômica) e externos (projeção autônoma e contenção da influência soviética), o projeto integracionista foi desenvolvido a partir dos vetores de prevalência do capital e do desenvolvimento socioeconômico, com forte apoio e considerável complacência do poder hegemônico. Hodiernamente, acumula quase setenta anos de experiência e um grau considerável de interdependência em diversas áreas estratégicas. Isto não significa, entretanto, que todos os membros sejam beneficiados, ao contrário, a institucionalização dos princípios do neoliberalismo pelo Tratado de Maastricht gerou maiores assimetrias e prejuízos ao bem-estar social nas sociedades europeias.

Publicado
2019-05-27
Seção
Artigos